Pular para o conteúdo principal

Oralidade, diálogo e educação

Ressonâncias do encontro entrar em uma arte por meio de outra.


Oferecer uma escuta ao outro como possibilidade de ampliar a minha. Para os tempos de pandemia, criar uma escuta que se disponha a acolher. É interessante, especialmente para quem está envolvido com o sonoro, com o musical. Não se trata de bondade com o outro, disse Catherine na conversa. Oferecer uma escuta é viabilizar aprendizagens. Aprende-se com a riqueza do que o outro me conta. Oralidade, diálogo e educação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Repertório apresentado no bacharelado em percussão da UFSM (2002-2006)

Ritmos Brasileiros: Ijexá