Pular para o conteúdo principal

Exercícios de Manulações - Básico 1

O desenvolvimento de uma rotina de estudos é essencial para que bateristas e percussionistas tenham uma manutenção técnica diária, especialmente com manulações.  Grande parte do material de referência da área da percussão utiliza-se dos rudimentos para isso. Os rudimentos consistem em padrões de manulação e de ritmos elaborados em forma de lista pela Percussive Art Society (PAS). Podem ser baixados no site da PAS

Além do catálogo da PAS com os 40 RUDIMENTOS, existem outros livros e materiais didáticos que exploram o estudo de grupamentos rítmicos, tipos de toque e sequência de mãos para percussionistas. Como o objetivo deste texto não é a análise de métodos, vou recorrer a um exercício derivado dos rudimentos que utilizo para manter a técnica de mãos em dia.

Manulações são as sequências do toque das mãos dentro de uma alternância entre direita e esquerda. Alguns exemplos de manulações básicas são: direita/esquerda (D/E), direita/direita(D/D), esquerda/esquerda (E/E). Mais que entender e praticar a lista com os 40 rudimentos, considero fundamental dominar três tipos básicos de sequência de mãos: toque simples (D/E), toque duplo (D-D/E-E) e paradiddle (DEDD/EDEE).

Disponibilizo abaixo as três sequência básica úteis para o estudo diário. Este material também pode servir como ponto de partida para a criação de outros modelos de estudo. Sugiro que você crie os seus.


O exercício Básico 1 (imagem) é focado na alternância das mãos dentro de um movimento de troca de figura rítmica a cada dois compassos. Os três tipos de sequência de mãos mencionados acima (simples, duplo e paradiddle) são requeridos dentro de um modelo rítmico. O acompanhamento do metrônomo é fundamental para estudar este material. O click do metrônomo servirá como referência externa e ajudará a manter a pulsação sem oscilações. O foco neste momento é a regularidade dos pulsos.


O QUE DEVE SER OBSERVADO NO EXERCÍCIO: 

- Primeiramente é importante executar com segurança a troca de figuras rítmicas (semínimas/colcheias/tercinas/semicolcheias/sextinas/fusas);
- Tocar os trechos sem qualquer acentuação;
- Escolher um tipo de dinâmica (p, mf, ff) e mantê-la do início ao final da folha. Ao retornar ao início, altere a dinâmica e siga a mesma sequência.
- Execute o exercício em diversos andamentos.

Para baixar o material em alta resolução acesse: material básico 1.

Sugestão: você pode estudar o exercício em diferentes superfícies. Utilize um praticável, ou a própria caixa-clara (de preferência com uma toalha sobre a pele) ou ainda superfícies que tenham rebotes controlados.

SOBRE ROTINA DE ESTUDOS:
Criar uma rotina de estudos é fundamental para qualquer instrumentista que deseja evoluir musicalmente. Sobre isso, sugiro que leia o texto "Aprender a Estudar".

Abraço.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Repertório apresentado no bacharelado em percussão da UFSM (2002-2006)

Ritmos Brasileiros: Ijexá