Pular para o conteúdo principal

Pistas de outras leituras

Existem diferenças entre comprar um livro novo e comprá-lo em sebos físicos ou virtuais. A principal mudança é que os livros usados costumam chegar a nossas mãos com marcas de outras leituras.

Num primeiro momento os grifos, anotações e rabiscos podem até causar algum incômodo no leitor que não deseja ter sua compreensão conduzida pelas marcações extras. Por outro lado, existe um Sherlock Holmes que vive soprando no meu ouvido algo como: tente descobrir quem escreveu esta dedicatória; será que pelos grifos consigo saber se o antigo dono era alguém do sexo masculino ou feminino?

As anotações tornam-se enigmas que só um livro já lido poderia oferecer. Demonstram forças que as partes do texto tiveram no encontro com outros leitores. Por quê justamente tal palavra está marcada? Ela nem é tão importante!

Dia desses adquiri o livro Pedagogia Profana, do escritor espanhol Jorge Larrosa. Como de costume, comprei o exemplar num sebo virtual que prontamente me enviou pelos correios. Ao recebê-lo percebi que existia uma dedicatória do próprio autor para a antiga (ou primeira) dona. Sob o nome de Norma o autógrafo de Larrosa está datado de Julho de 1998 bem na capa do livro.

Pôxa Norma, como foi se desfazer de um livro autografado pelo autor? Vai saber! Talvez tenha sido extraviado, um empréstimo não devolvido ou doado, até que um dia chegou nas prateleiras do sebo.
Outro exemplo interessante foi o cartão que encontrei nas últimas páginas do Livro de Pré-Coisas do poeta Manoel de Barros. O pequeno cartão foi esquecido dentro do livro com uma mensagem escrita a mão por Angeli Rabello e dedicada a Laurete. Provavelmente um livro-presente entre amigas que gostam de boa poesia.
O cartão diz:

Laurete
Manoel de Barros faz umas brincadeiras de inventar palavras para coisas que nos parecem sem sentido. É uma maneira possível de tentar suportar dores. Espero que essa leitura possa te distrair um pouquinho, nessa hora difícil. 1 beijo com carinho…
Angeli Rabello. Maio/99



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Repertório apresentado no bacharelado em percussão da UFSM (2002-2006)

Ritmos Brasileiros: Ijexá